Resenha – Mãe sem manual

domingo, 14 de maio de 2017
Título: Mãe sem manual
Autora: Rita Lisauskas
Editora: Belas Letras 
Número de páginas: 111



Por: Brenda Sousa

“Então ser mãe é isso, pensei, um amor que chega, invade todos os espaços e põe ordem na bagunça.”
Mãe sem manual - Rita Lisauskas

Sabem essas cenas lindas que passam em propagandas na TV? Tipo essas famílias de margarina, mulheres passeando todas de branco durante a menstruação e tal? A ideia de que a maternidade é algo perfeito também está nesse bolo. O livro “Mãe sem manual” vem trazer exemplos claros e algumas explicações bem iniciais sobre esse período louco na vida da mãe e do bebê, recém chegado ao mundo, assim como na vida do pai dentro desta recém formada família. Não são mil maravilhas, não é um paraíso no qual mergulhamos de cabeça.

Rita Lisauskas nos apresenta um pouco desse universo que foi recentemente experimentado por ela. Desde o momento da gravidez e para o resto da vida haverá inúmeras questões e infinitos desafios nesta relação com seu filho ou filha, além da relação com todo mundo que está ao redor, cheios de opiniões para dar e enlouquecer a cabecinha dessa nova família. 


Desde que ingressei na área de saúde e me interessei pelas questões que envolvem o parto, puerpério e a maternidade como um todo, aprendi e descobri várias coisas que são ditas neste livro. E eu repito para vocês: sei de muitos horrores que acontecem envolvendo esse período da vida de uma mulher, sei que não é fácil e que jamais saberei o que realmente é ser parte disso até realmente ser, mas mesmo assim, mesmo assustada em vários momentos, a forma como tudo isso vem me afetando é: Sim, quero ter filhos. Esse livro é mais um exemplo disso.

Fiz questão de ler o meu exemplar em dois dias para conseguir postar essa resenha no dia de hoje: Dia das Mães. E a leitura só me fez refletir ainda mais sobre o papel que as mães (sejam ela biológicas ou não) tem nas nossas vidas. Já pararam para pensar quanto sofrimento, quanta abdicação, quantos desafios elas enfrentaram para que chegássemos onde estamos hoje? Esse é o maior exemplo de amor que consigo imaginar. O livro, além de uma lição para tirar das nossas mentes que a maternidade é apenas um paraíso, serve para mostrar a nobreza de aceitar assumir esta posição com tanto afinco e dedicação. Obrigada, mães!


Só para finalizar: vou gritar para sempre que a diagramação da Editora Belas Letras é EXEMPLAR sempre! Poucos livros de outras editoras demonstram ser tão bem cuidados em uma diagramação diferenciada e cheia de detalhes fofinhos no decorrer de suas edições como os da Belas Letras. Esse é mais um exemplo, desde a fonte e cor dos textos até as imagenzinhas e entradas de capítulos, de algo que é um diferencial importante da editora. Parabéns aos responsáveis, mais uma vez! <3 


E Rita, obrigada por publicar este livro! Obrigada por trazer a realidade e ajudar para que muitas mulheres não sejam pegas de surpresa nem sofram além do que o processo em si já implica para elas. Muito, muito obrigada!





Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos
1 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

1 comentários:

  1. Oi, Brenda!
    Menina, você falou das mulheres andando de branco na menstruação felizes da vida e essa é a cor que mais abomino nessa época!!!!
    Apesar de não fazer meu estilo, adorei muito o que esse livro traz. Realmente não tem como ter um manual de ser mãe.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

 
© Postando Trechos, VERSION: 02 - Dentro do céu - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo