Resenha – Seduzida por um guerreiro escocês

domingo, 30 de abril de 2017
Título: Seduzida por um guerreiro escocês
Autora: Maya Banks
Número de páginas: 415
Editora: Universo dos Livros



Por: Brenda Sousa

“Menosprezar os fracos não faz de você uma pessoa melhor.”
Seduzida por um guerreiro escocês, Maya Banks

Os clãs Armstrong e Montgomery tem cultivado uma rivalidade intransponível a muitos anos, desde que os Armstrong assassinaram o chefe maior do clã Montgomery. A rivalidade é tão grande que a guerra iminente entre os dois maiores clãs das Terras Altas poderia destruir as redondezas. Para evitar conflitos maiores, o rei decide forçar uma aliança entre as duas famílias através de um casamento entre Eveline e Graeme.

Eveline Armstrong é uma garota jovem, porém que passou por alguns traumas na vida até o momento. A alguns anos atrás, estava prometida ao guerreiro Ian McHugh, que a ameaçava diariamente com promessas de crueldades que faria com ela após o casamento. Eveline tentou alertar sua família, mas nunca foi escutada. Certo dia, ela sofreu um acidente grave caindo de um cavalo e desde então perdeu a audição. Sua família e todo o seu clã acreditaram que ela tinha ficado verdadeiramente louca e, vendo que permitir isso a livraria do casamento com Ian, Eveline não ousou desmentir. E a mentira seguiu seu curso para os próximos anos de sua vida, permeando todos os outros clãs da região e tornando Eveline a protegida da sua família. 

Graeme Montgomery é, desde a morte de seu pai, o guerreiro maior do seu clã. Solteiro, nunca foi muito garanhão e esteve sempre focado em manter a segurança e integridade de todos os Montgomery. Juntamente com seus irmãos e sua irmã mais nova, vem cuidando de tudo com muito louvor e nutrindo o ódio por aqueles que acabaram com a vida de seu pai.


Ao receber o aviso de união compulsória entre os clãs, tanto o pai de Eveline quanto Graeme e seus clãs por inteiro se revoltaram. Seria impossível tolerar algo do tipo. Mas ou era isso ou ambos os clãs teriam suas cabeças a prêmios para serem cassadas por qualquer um e levadas ao rei. Para garantir a segurança de todos, a única solução seria que Graeme e Eveline assumissem o matrimônio.

Para a surpresa de todos, a garotinha considerada louca se encantou de imediato por seu futuro esposo, e o mesmo ocorreu para Graeme, porém não sem uma pitada de culpa por desejar uma garota tão jovem e sem gozar de plenas faculdades mentais. Eles então se casariam e Eveline teria de viver em terras dos Montgomery, sob forte recusa de ambos os clãs. Daí em diante Eveline teria de enfrentar desafios imensos para ser aceita no clã rival, porém sob os cuidados e juras de segurança e carinho de seu novo esposo. Será que é possível ultrapassar as barreiras de uma guerra iminente para unir os dois clãs em prol do bem maior? Quem sofreria mais com isso? A população ao aceitar alguém do clã inimigo como parte de seu próprio clã, ou os próprios Eveline e Graeme, sacrificados pelo bem de todos?


Estou completamente entregue aos romances de época e não tenho nenhuma vergonha disso!!! Hahahaha’ Esse foi meu segundo livro do gênero e a história me conquistou de cara e fluiu rapidamente durante todas as 415 páginas. Foi muito fácil gostar dos personagens e ver uma delas como surda foi uma experiência legal para mim. Gostei muito da forma como a união entre os clãs foi feita e de todos os desafios impostos, com muito sofrimento, porém jamais sem luta por parte de cada personagem.

Como sempre, toda a dose de drama e desespero com relação à mocinha da história esteve presente, porém em momento algum se mostrou uma personagem fraca, muito pelo contrário. Estou particularmente apaixonada pelos irmãos de Graeme, Bowen, Teague e Rorie e por tudo que fizeram por Eveline na história. <3 Estou ansiosa pela continuação deste livro na sua sequência “O mais desejado dos Hihglanders” e em breve teremos resenha dele por aqui também! *_* Ah! E só para não deixar de comentar: que capa mais linda de ambos os livros! *_* Alguém me segura!!! hahaha

“- Você não precisa ter medo aqui, Eveline. Você nunca precisa ter medo comigo.”
 Seduzida por um guerreiro escocês, Maya Banks



Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Resenha – O caderninho de desafios de Dash e Lily

quinta-feira, 27 de abril de 2017
Título: O caderninho de desafios de Dash e Lily
Autores: David Levithan e Rachel Cohn
Número de páginas: 255
Editora: Galera Record



Por: Brenda Sousa

“Preciso manter a mente aberta para o que poderia acontecer, e não concluir que o mundo não tem jeito se o que eu quero que aconteça não acontecer. Porque outra coisa pode acontecer nesse meio-tempo.”
O caderninho de desafios de Dash e Lily

Lily é uma garota nova-iorquina de 16 anos de idade, apaixonada pelo Natal. Adora a atmosfera de comemoração, troca de presentes e reunião de família. Mas neste ano as coisas serão um pouco diferentes: não abrirá presentes na manhã de Natal, pois seus pais estão em outro país e a deixaram sozinha com o irmão em casa, sob cuidados eventuais do avô que, por sua vez, vai e volta da Flórida para visitar sua atual namorada.

Dash é um garoto com aversão ao Natal e a todos os corredores cheios e confusões nas lojas. Seus pais são separados e desde então este período do ano tem sido desagradável, depois de toda a briga por sua guarda quando ainda era criança. Neste ano sua mãe viajou e Dash deu a desculpa de que iria para a casa do pai. Para o pai, disse o oposto: ficaria em casa fazendo companhia à sua mãe. E então seu lar estava sozinho, inteiramente para que ele faça o que quiser no Natal.


Em um de seus passeios à sua livraria favorita, Dash encontra um moleskine vermelho, e ao abrir encontra pistas que deve seguir para devolvê-lo à sua dona. Mal sabia ele, mas encontrar o caderninho seria o começo de sua aventura de Natal. Do outro lado estava Lily, recebendo a notícia de que seu irmão prepara o caderninho e o deixara na livraria Strand, para que um estranho o encontrasse. Com as dicas super cultas baseadas no mundo literário, caso alguém as compreendesse, seu irmão achou que seria alguém ideal para ficar com ela, ou ao menos acabar com seu tédio neste Natal específico. 

O plano funcionou bem. Dash e Lily, desconhecidos entre si, tem muitas dicas e enigmas para descobrir. Será que o caderninho animaria um pouco o Natal deles ou lhes traria mais problemas do que seria possível imaginar? Será que gostariam do verdadeiro “eu” um do outro, ou apenas abandonariam o caderninho em algum ponto da cidade, esquecido e cheio de história?


Logo quando ouvi a nossa amada Shirley comentar sobre o livro no Mochilão da Record foi paixão à primeira vista. Ganhei o meu exemplar em Julho do ano passado e, como toda leitora assídua, estava atrasada para lê-lo, mas finalmente consegui! E esse foi um dos livros mais fofos que já li nos últimos tempos! Gostei muito da atmosfera de aventura adolescente contida nesta história e na forma como Dash e Lily vão aos poucos se conhecendo, superando seus medos e suas impressões iniciais um sobre o outro. Gostei muito da sinceridade de cada um em suas palavras, da chance que deram a si mesmos para conhecer o mundo assumindo seus riscos e da forma como a história foi conduzida até o final.

Essa é uma leitura rápida, apesar da diagramação que às vezes me rendeu um pouco de dor de cabeça. Consegui ler em 2 dias e se pudesse continuaria conhecendo mais sobre Dash e Lily. A união entre David Levithan e Rachel Cohn criou uma história muito gostosa e empolgante, cheia de curiosidades e personagens que nos conquistam, em especial a nossa Escandalily e Dashiell. Já estou com saudades. Fica a indicação de um romance fofo e divertido. <3



Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Coroa de Ferro e Trono de Espinhos

domingo, 23 de abril de 2017

Olá, leitores!

O nosso post de hoje vem trazer mais lançamento para vocês, e da fonte que vem este nós podemos garantir que a boa qualidade é o mínimo a se esperar! Alana Gabriela nos traz seu novo livro "Coroa de Ferro e Trono de espinhos"! Vamos conhecer um pouco melhor sobre sua nova história?

Em Coroa de Ferro e Trono de Espinhos, a A Bela e a Fera, Édipo Rei e Aquiles se encontram num universo repleto de ação, segredos, mistérios e romance. Na corte de Portlaiose o vento sibila impiedoso, as sombras dançam nas paredes do castelo e a hierarquia invisível sobrevive como cinzas na neve...


O rei Marteen de Portlaise está morto e seu filho mais velho e o herdeiro direto, Joachim, subiu ao trono. Com o alvoroço das guerras nas fronteiras o pulso firme do jovem rei é o que tem sustentado o reino em suas constantes batalhas para proteger o território de invasores. Em meio ao caos e a busca para encontrar aliados, o irmão mais novo do rei, Gillean, acaba sendo morto. Uma caçada para encontrar o culpado se inicia. Tudo que Joachim pode fazer é ir atrás daquela que matou seu irmão para aplacar o mais temível de seus sentimentos e salvar o império da destruição.


Ele precisa encontrar Ceridwen Hill, a dama da legião!



LANÇAMENTO OFICIAL: 24 DE ABRIL
LINK DE PRÉ-VENDA NA AMAZON
ADICIONE O LIVRO NO SKOOB


E para deixar ainda mais o gostinho, confiram o book-trailer da mais nova obra de Alana Gabriela:




Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Resenha - Bruto

quinta-feira, 20 de abril de 2017
Título: Bruto
Autor: Thedy Corrêa
Número de páginas: 150
Editora: Belas Letras



Por: Brenda Sousa

"permitam que os seus filhos
aprendam a ter compaixão
ensinem os seus filhos
ensinem a ter compaixão"
Bruto

“Bruto” é um livro com poemas e letras de canções da banda gaúcha “Nenhum de nós”. Como eu não conhecia a banda, li todas como poemas e fui aos poucos me encantando. Algumas das letras tem explicações no livro, outras não... Isso sempre me faz pensar no poder das músicas e poemas de fazer com que cada pessoa os interprete de forma diferente. Cada um sente essas palavras de forma diferente, com base em suas histórias, suas experiências, seus amores...

Durante a minha leitura marquei várias delas como especiais para mim, como “você vai lembrar de mim”, “amanhã ou depois”, “sempre pensei”, “eu preciso acreditar”, “dança do tempo” e “simples”. Essas foram as minhas preferidas, além de alguns outros trechos do livro que me fizeram viajar bastante por vários momentos já vividos. 


Como já é de costume nos trabalhos da Belas Letras, o design deste livro é impecável. Começando por sua capa que é, na verdade, uma caixinha onde se encaixa o livro. O livro em si não tem uma capa específica e sua lombada parece “improvisada”, o que nos dá a sensação de estarmos com um verdadeiro caderno de poemas, além das imagens da escrita original de algumas letras.

No geral, gostei bastante do que encontrei. Não é dos meus gêneros favoritos de leitura, mas é sempre bom refletir na magia que os poemas e músicas nos trazem. Há também algumas letras com temas pesados, como é o caso do poema “diferenças”, que traz o homossexualismo, o racismo, e o preconceito em geral. Esse é um poema forte, que mexeu verdadeiramente comigo dentre tantos outros. Tanto para quem curte a banda quanto para quem curte poemas, é uma leitura interessante, até mesmo conhecer a história por trás das rimas.




Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Contos gratuitos da Editora Draco

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Olá, leitores!

Lembram das nossas resenhas múltiplas de contos da Editora Draco? Não? Para quem não conhecia, aqui estamos hoje com 3 contos gratuitos publicados recentemente pela editora no seu acervo de contos, chamado "Contos do dragão". Vamos conhecê-los? 


O PRESENTE - KAREN ALVARES

"A única coisa que ele sabia é que o sorriso de Megan era sim para ele. E era fantástico."

Este é mais um conto de Karen Alvares, com sua atmosfera de escrita que nos deixa tão à vontade na leitura. Temos Megan e Daniel comemorando o aniversário dela no que parece ser... um encontro? Pelo menos é, de acordo com Mina, irmã mais nova de Megan e com a língua bem afiada, pronta para deixar Daniel morto de vergonha na frente do pai de sua melhor amiga. Daniel está nervoso, a ponto de ter um ataque do coração para saber se sua amiga vai mesmo gostar do presente que ele escolheu com tanto carinho para seus 15 anos.

Por ser um conto bem curtinho, só posso dizer que achei a história muito fofa! Fiquei imaginando minhas épocas de momentos fofos como os que temos neste conto... hahaha Gostei da naturalidade como tudo foi representado na história. E continuo com a vontade de ler o livro 2, “Reverso”, continuação de “Inverso”, que nos apresentou Megan, Daniel, e tantos outros personagens ótimos! 



DESPERTAR DE UM SONHO - MELISSA DE SÁ

"Sonhos trazem esperança, alento e renovação das energias para mais um maldito dia. Sonhos são mundos novos para escapar do real. Não para ele."



Mundo destruído por uma guerra nuclear. Deserto subterrâneo. Comida em ração. Sonhos cansativos e mente funcionando O TEMPO INTEIRO. Ilios tem sonhos extremamente ativos em todas as suas noites. Não consegue ter uma noite tranquila a muito tempo. Sonhos incompletos, que não explicam muito, mas o fazem pensar e sofrer muito. Mas o último sonho fora particularmente importante: sonhara consigo mesmo, 3 vezes seguidas. E havia uma garota. Sim, uma garota que ele não faz ideia de quem seria. Uma garota pela qual se apaixonara de imediato. Sua desconfiança é de que seja uma premonição. Será mesmo?





MÚSICA EM SUAS TRANÇAS - ANA LÚCIA MEREGE

" - [...] O mundo está cheio de morenas de tranças. Devo ir atrás de cada uma delas?
- Não... mas dessa, talvez." 



Este é mais um conto da autora para a série Athelgard. Kieran é um mago que tem lá suas visões e um ótimo tocador de harpa. Anda recebendo ultimamente cartas (mais para livros) com histórias e ilustrações feitas por Anna. Em uma de suas visões, ele enxerga uma garota morena de tranças. Uma visão muito semelhante à que já aconteceu anos antes. Kieran não sabe de quem se trata, mas desconfia. Também não conhece Anna, mas suas ilustrações tomam toda a sua atenção quando chegam. Foi com esses livros que ele ouviu falar dela primeira vez. E com eles passou a pensar nela diariamente.







Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Resenha - Um amor para Lady Johanna

sexta-feira, 14 de abril de 2017
Título: Um amor para Lady Johanna
Autora: Julie Garwood
Número de páginas: 398
Editora: Universo dos Livros



Por: Brenda Sousa

“- Questões do coração são tremendamente confusas.” 
Um amor para Lady Johanna, Julie Garwood

Johanna é uma garota ainda jovem, com uma beleza singela e aparente inocência. Apesar disto, seu futuro foi inteiramente decidido por uma disputa de posse de terras de sua família na Inglaterra, e Johanna foi obrigada a casar-se para firmar uma aliança e garantir as terras de sua família. Como se já não bastasse, casou-se com Raulf, um ogro violento, ciumento e desrespeitoso, que a agrediu desde o início do casamento. Mas o destino interferiria e a livraria dessa sina: Raulf morre em um precipício, o que garante a liberdade de Johanna.

Mas não é bem assim que as coisas acontecem! A guerra pelas terras continua, e para impedir que sejam invadidas, Johanna precisa casar-se novamente. E mais uma vez ela é obrigada a entregar sua vida nas mãos de um homem desconhecido. Lorde McBain é seu futuro marido. Um homem robusto, com aparência assustadoramente intimidante, que faz Johanna tremer dos pés à cabeça só de imaginar ter que passar por tanto sofrimento nas mãos de um homem novamente. Mas é para o bem da sua família e essa é a sua única alternativa.

O que Johanna não imaginava é que desta vez a vida lhe pregou uma peça e te levou ao homem mais honrado e respeitoso que ela poderia conhecer. Gabriel McBain é um lorde respeitado por seus companheiros, mas um homem de caráter, que sabe muito bem respeitar e cuidar de uma mulher. O medo de Johanna aos poucos dá lugar a uma mulher determinada, corajosa e disposta a se colocar no mundo e não deixar mais ninguém esmagá-la. Johanna e Gabriel tem muitos desafios internos e externos a enfrentar, inclusive seus temperamentos completamente diferentes, em direção a uma relação surpreendentemente acolhedora. Em meio a guerras e batalhas difíceis, aos poucos eles se reconhecem como parceiros e encaram de frente os desafios, sem medos e de cabeça erguida.


Tem romance de época Girl Power apaixonante nessa resenha para vocês! Eu não tinha mergulhado ainda nesse mundo de época, mas confesso que essa primeira experiência foi APAIXONANTE! Terminei o livro com gostinho de quero mais e com saudade dos personagens tão bem construídos por Julie Garwood. Johanna representou para mim uma personagem muito real, inicialmente cheia de medos, mas que soube se colocar no mundo, dizer que existe sim e que não é por ser mulher que não pode enfrentar qualquer um que tente impedi-la de alçar seu voo no que quer que seja!

Gabriel, confesso, me assustou um pouco no início com sua personalidade ríspida, cheia de gritos e imposições, até mesmo com a própria Johanna. Mas foram seus momentos íntimos que pouco a pouco mostraram que temos um personagem de coração grande e acolhedor, capaz de fazer me apaixonar assim como Johanna: de um jeito inexplicável e avassalador. Não é o homem dos sonhos, porque, acredito eu, esse homem não existe além dos livros. Mas ele consegue ser um guerreiro forte, que impõe respeito, e ainda consegue ser muito carinhoso com aqueles ao seu redor, principalmente a sua esposa. 

Temos uma história repleta de disputas, promessas de morte e guerras, e muitos absurdos que, acreditem, mesmo descritos em um romance de época ainda fazem parte da mentalidade de muita gente irracional por aí! Mas Johanna vem nos mostrar o lado feminino que aguenta as porradas da vida e se reergue ainda mais forte. Esse é um livro que nos dá uma personagem apaixonada, sim, mas não indefesa ou sempre correndo perigo e esperando seu amado salvá-la. Johanna é inspiradora, com sua personalidade bem balanceada entre romance e coragem. 


Se eu tivesse tido mais tempo nesse louco semestre da faculdade, acredito que teria lido o livro muito mais rapidamente de tão gostosa e fluida que esta história é. Os personagens tem personalidades que conquistam fácil (e não falo só de Johanna e Gabriel, mas de Alex, Keith, Calum e tantos outros). A gente se afeiçoa por eles e no final é fácil ficar como eu: sofrendo de ressaca literária, para variar! hahaha Fica a indicação para admiradores do gênero e para aqueles que querem começar uma aventura mergulhando nele, assim como eu! 




Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





6 on 6 - Dia de conscientização do Autismo

domingo, 9 de abril de 2017

Olá, leitores!

Olha nós chegando com um post que deveria ser no dia 6 e está saindo no dia 09! Mas o importante é que não deixamos de participar. Esse 6 on 6 é mais um especialíssimo, pois é um tema lindo e merece sempre ser tratado da melhor forma possível. Fazemos uma homenagem ao Dia de Conscientização do Autismo, que foi 02/04. Como a cor da causa é azul, escolhemos tirar fotos que envolvessem a cor azul. Vou logo dizendo, não achei esse o meu melhor 6 on 6, mas aguardem porque teremos melhores! hahaha







É isso aí, pessoal! Vamos aguardar o tema de Maio e ver o que mais trazemos para vocês no próximo 6 on 6! <3

Confira as outras participantes do projeto:
Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





"Mãe sem manual"

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Olá, leitores!

Demoramos, mas voltamos com post novo e para falar de lançamento! *_* Quem não ama, hein? E esse parece ser um livro muito importante e com muita coisa a acrescentar para a nossa sociedade como um todo! Vamos conhecê-lo? 


A gravidez é sinônimo de alegria e bem-aventurança instantâneas, está escrito na página zero do manual das mães das novelas, filmes e contos de fada. Você vai reluzir, cintilar, sentir-se plena e absoluta desde o momento em que descobriu que vai colocar uma criança nesse mundo. Mas pode não ser bem assim. Como estamos entre amigas, vamos falar a verdade aqui. Este é um antimanual: foi criado para mostrar que nem sempre há certo ou errado quando o assunto é maternidade. Para desconstruir (e rir) dos mitos que às vezes nos fazem sentir inseguras, culpadas ou nos fazem perder muitas noites de sono à toa. Este livro é um abraço apertado em cada mãe que às vezes erra, sempre querendo acertar, e às vezes acerta, tendo certeza de que, no fundo, está errando.


Temos aqui um livro para nos mostrar realidades que são pouco discutidas para algumas pessoas, que carregam muitos estereótipos e preconceitos e que muitas vezes levam a maternidade a se tornar uma experiência terrível, quando poderia ser bem melhor, lidando com as verdade e dificuldades, além de todo o amor envolvido. 

Mas de onde vem essa preciosidade literária que a nossa querida Belas Letras está publicando? (Preciso dizer que já estou ansiosa pelo design desse livro, porque ô editora que capricha!) Conheçam um pouquinho da autora também:

Rita Lisauskas é jornalista, apresentadora de telejornal e blogueira. Quando Samuca nasceu, em 2010, começou a escrever sobre essa jornada insana da maternidade porque sacou que os primeiros tempos com o recém-nascido nem de longe se pareciam com as propagandas de sabonete para bebê - que mostram a mãe linda, penteada e feliz ao lado de um neném sempre tranquilo e sem cólicas. Nasceu assim o blog "Ser mãe é padecer na internet", que passou pela Revista TPM e depois migrou para o portal do jornal "O Estado de S.Paulo". Rita é casada e mãe de Samuel, 7, e madrasta de Lucca, 13 e Raphael, 17.


Visitem o SITE de divulgação do livro pela Editora Belas Letras!




Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos
 
© Postando Trechos, VERSION: 02 - Dentro do céu - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo