Resenha - A verdadeira Bela

sábado, 31 de janeiro de 2015
Título: A verdadeira Bela.
Autor (a): Li Mendi.
Número de páginas: 157.




Sinopse: 


"Nicole está prestes a entrar para uma agência de publicidade famosa e lá enfrentará o conflito entre a autoimagem e a visão distorcida dos seus colegas a seu respeito. A pressão psicológica que acontece com bullying nas redes sociais será vencida por um grande amor, que surge para fortalecê-la e protegê-la de todos os preconceitos.

Fernando é admirado por seu dinheiro e poder, mas, no fundo, luta contra uma secreta baixa autoestima. Com medo da própria imagem que forma no olhar do outro, ele se critica e se fecha. Até que um dia seu caminho se choca com o de Nicole e os dois aprendem juntos que o amor não é cego. Ele vê com clareza o que nem todos veem: a verdadeira beleza completa do ser amado.

Com muito bom humor, este livro irá tomá-lo do começo ao fim e envolvê-lo em uma estória que fala de um homem tentando entender o seu passado e de uma garota lutando pelo seu futuro. De repente, os dois se veem um de frente para o outro e descobrem a essência de um amor eterno."



Por: Brenda Sousa

"Acho que toda vida precisa de um pouco de inquietação, de medo e desafios. Sem isso, qual é mesmo a graça de não saber o que vai acontecer depois que movemos as peças no tabuleiro?"

A verdadeira Bela - Li Mendi


"A verdadeira Bela" nos traz uma história de amor que gira em torno de Fernando e Nicole. O livro todo é narrado pela visão de ambos em diversas situações e, aos poucos, vamos compreendendo qual a visão de mundo de cada um dos personagens.

Fernando é dono de uma grande empresa de publicidade, pai de três filhos, extremamente lindo e, sem dúvidas, chama a atenção de todas as mulheres ao seu redor, seja pelo dinheiro e poder, seja pela beleza física em si. Conforme as descrições dadas por Nicole durante todo o livro, confesso que prendi a respiração e fechei os olhos por alguns minutos imaginando aquele deus grego na minha frente. hahaha' Nicole é uma garota recém formada em publicidade pela UFRJ e busca o seu grande sonho de trabalhar para uma das maiores empresas de publicidade da região, a "True-B". É no caminho em direção a esse sonho que ela e Fernando se esbarram, literalmente! Pouco a pouco percebemos que Nicole é uma garota inexperiente em muitas áreas, porém determinada e acima de tudo divertida. Dei muitas risadas com seus deslizes e mancadas.

Neste enredo, então, a história se passa no dilema de Nicole entre o amor e o seu sonho de carreira. E não é qualquer amor, não!! É um amor daqueles que derruba nosso chão, que nos faz repensar tudo aquilo que acreditávamos ter certeza, que nos faz reconsiderar opniões e decisões importantes só para estar ao lado da pessoa amada. É um amor que traz um mistério por trás: por que, desde o primeiro momento, ambos ficaram tão a flor da pele com a presença do outro? Por que, no meio de um dia qualquer, eles se esbarraram e toda essa história começou? Desta vez, não foi apenas o acaso.

É delicioso acompanhar o dilema dos personagens, as discussões, os problemas e os diversos momentos lindos que são contados pela visão dos dois. Uma das coisas mais interessantes, na minha opinião, foi poder ver de que forma um homem e uma mulher que vivem a mesma situação podem ter interpretações totalmente diferentes. Isso nos faz pensar em como, às vezes, não compreendemos o outro e achamos que todos entendem as coisas da mesma forma que nós. 

Se você espera um romance 100% meloso, cheio de apelidinhos e chocolates, não é bem isso que vai encontrar. A história consegue nos prender por tratar desse amor da forma mais real possível. Tem romance, sim, claro. Mas é um romance que não nos afasta dos obstáculos que se apresentam na vida, um romance que não é perfeito, mas cujos participantes estão dispostos a sempre tentar mais. 

E porque eu indicaria para vocês, leitores? Há muito do que vocês podem gostar: um homem bonito, romântico, apaixonado e poderoso, que com certeza vai lhe roubar o coração. Uma mulher bonita, inteligente e determinada, que representa um pouco do que todas queremos ser. Tanto para os garotos quanto para as garotas, é possível se apaixonar pelos personagens. É exatamente a mistura entre comédia, romance, tensão sexual e um pouco do drama diário que me conquistou em "A verdadeira Bela". Dei muitas gargalhadas no decorrer da história com situações com as quais eu COM CERTEZA não saberia lidar! 

A leitura flui rapidamente, você vai se empolgando e sem nem perceber já leu mais de 50 páginas (e ainda quer mais!). Dá vontade de devorar o livro de uma vez, de tentar se meter no meio das palavras e resolver logo a situação dos dois. Foi, para mim, uma leitura muito gostosa e relaxante, sem contar no orgulho que fiquei de conhecer uma outra autora brasileira com potencial e vontade de escrever. Vale muito a pena adquirir e mergulhar na história de "A verdadeira Bela".
Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Resenha - Cada menina tem sua história

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015
Título: Cada menina tem sua história.
Autor (a): Renata Sarmento.
Número de páginas: 71.
Editora: Viva Editora.



Por: Brenda Sousa


"Cada menina tem sua história" é um livro de contos. Conforme o título, ele traz as histórias de Mel, Paola, Maria Madalena, Vitória, Renata e Isabel separadamente. 

Mel é filha de um casal de caseiros que trabalham para a família de Clara e Pedrinho, filhos de João Pedro e Maria Eugênia, numa fazenda. Clara é a filha mais velha do casal e desde o nascimento do seu irmão fora muito carinhosa com ele, nunca demonstrando ciúmes. Mel e seus pais chegaram à fazenda quando Clara e Pedrinho eram crianças e a presença de uma nova garotinha recebendo a atenção de todos deixa Clara com ciúmes. Conforme vão crescendo, Mel se aproxima mais e mais de Pedrinho e os ciúmes de Clara começam a tomar-lhe por inteiro. 

Paola é uma garota nascida na rua Três Corações, cujos padrinhos Maurício e Lílian são os grandes amigos de seus pais. Juntamente com outras crianças que nasceram mais ou menos na mesma época, Paola agita sua pacata rua. As crianças vivem brincando, convivendo umas com as outras dentro de suas casas, dormindo umas nas casas das outras e compartilhando suas brincadeiras e jogos. Certo dia, um casal rico e misterioso, com dois filhos chega e se instala na mesma rua, e os meninos aproximam-se da turma e tornam-se os mais novos amigos. Um certo suspense gira na rua em relação à quem são as novas pessoas, porque desaparecem por semanas e de repente voltam cheios de presentes e artigos caros? Em meio a isso, duas novas casas começam a ser construídas na rua, pedreiros desconhecidos começam a circular no lugar e, no meio de tudo isso, Paola perde sua pulseira numa visita a uma das casas em construção. E por causa desta pulseira, o mistério da história é descoberto. 

Maria Madalena é filha de um casal de religiosos, sendo seu pai um pastor. É uma menina muito certinha, comportada, com boa educação e bons modos. Ela e seus pais moram no morro da bandeira, localizado entre o morro do Limão e o complexo brasileiro, locais perigosos controlados por homens do tráfico. Sua mãe trabalha realizando faxinas na região e, certo dia, chega em casa avisando que fizera uma faxina na casa do chefão do tráfico. A família ficara devendo-lhe dinheiro e o filho do criminoso, apelidado de Faísca, passaria na sua casa mais tarde para levar a quantia. Quando Faísca toca a campainha e conhece Maria Madalena, fica encantado pela moça e decide que dali em diante buscará uma moça "direita"para casar; essa moça seria Maria Madalena. O fato é que Maria Madalena já estava noiva de um rapaz cheio de sonhos e que lutava por um futuro melhor. A pergunta que se forma na nossa cabeça nesse momento é: "Como Faísca, filho do maior criminoso da região, conseguirá conquistar Maria Madalena? Qual dos dois vai migrar para o mundo do outro?". 

A história de Vitória é um pouco diferente. Para não dar muitos detalhes, a garotinha só aparece no final de seu capítulo, e seu nome é referência ao "ato heróico" de seu pai no fim da história. A pequena Vitória fora fruto de uma gravidez indesejada pela mãe, porém muito esperada pelo pai, e todo o desenrolar da história gira em torno da divergência de opiniões dos pais de Vitória quanto à gravidez e ao nascimento da menina.

Renata aparece no desfecho da sua história e dar muitos detalhes pode, também, destruir a emoção deste conto. O que se pode dizer é que a história trata de George, um rapaz cuja esposa e filha morreram, e que, devido a isso, hoje tem problemas de relacionamento e não deseja se casar nem ter filhos nunca mais. Neste quadro, Soraya, moça que o conhecera no hospital no dia da morte de sua esposa e filha, insiste em manter um relacionamento com ele, sem brigas e discussões. O grande mistério do conto é uma espécie depósito que fica escondido nos fundos da casa de George e Soraya, no qual George faz todas as suas refeições e não permite nenhum tipo de visita.

Isabel é filha de uma empregada que trabalha para a família de Marcondes. Ela e sua mãe são mulatas e a garotinha tem apenas 10 anos de idade. Marcondes é um adolescente que acabara de prestar vestibular para Direito e está curtindo o verão com os amigos na casa de veraneio, sem os pais. Certo dia, os garotos saem para se divertir, vão para a praia, dão uma esticada na casa de amigas e voltam para casa bêbados. A relação deste acontecimento com Isabel é algo que só pode ser descrito no livro, porque é o grande e revoltante desfecho da história.

Devo dizer: não gosto muito de livros de contos. Não sabia que "Cada menina tem sua história" trazia vários contos e comecei a ler empolgada, pois ganhei o livro com uma dedicatória linda da autora que me encheu de carinho pela história mesmo antes das primeiras linhas lidas. Quando comecei a ler, fiz uma ideia totalmente diferente do que se tratava o livro. Porém, ao fim do primeiro conto, senti uma extrema necessidade de continuar e ler os próximos. Fato: Terminei o livro em uma 
tarde. 

É um livro curto, e os contos conseguem prender a nossa atenção. Depois do primeiro conto, quando você percebe do que se trata o livro, você só quer ler mais e mais e descobrir qual será o desfecho da história de cada menina. Tentei não dar muitos detalhes nem dicas do que acontece no final de cada conto, pois acho que ler o livro no suspense é muito mais divertido. Foi um dos poucos livros de conto pelo qual eu me apaixonei e não larguei. Os finais são surpreendentes e revoltantes, em alguns casos. Em algumas horas é possível terminar e ainda ter aquela sensação de "quero mais". Leiam e descubram como termina a história de cada uma das meninas. Vale muito a pena! 




PS. Muito obrigada, mais uma vez, ao ig @umjovemleitor e à autora linda, Renata Sarmento, pelo presente e pela dedicatória. Parabéns pelo livro e espero que outras pessoas possam ter a mesma emoção que eu tive ao lê-lo.
Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Resenha - Um homem de sorte

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015
Por: Denise Miranda

Em “Um homem de sorte”, de Nicholas Sparks, conhecemos Logan Thibault, um ex-fuzileiro naval dos Estados Unidos, que viveu anos na guerra do Iraque. Em determinado dia, enquanto ainda servia, Logan encontra a fotografia de uma bela jovem jogada na areia da praia em que corria todas as manhãs. Tentando devolver ao verdadeiro dono, o jovem a expõe em um local de grande movimento, porém, dia após dia, ninguém aparece para pegá-la. Assim, o fuzileiro passa a levar a imagem consigo, até mesmo durante as batalhas.

Thibault e seu amigo Victor acabam sendo os únicos sobreviventes de seu grupo depois de todos os terrores da guerra, o que leva o amigo a considerar a imagem um amuleto da sorte. Victor incentiva Logan a ir procurar a moça que foi fotografada, pois tem uma dívida com ela, pois sempre salvou-o durante momentos de perigo.

É assim que Logan decide sair do Colorado e atravessa o país a pé para encontrar a garota tão especial. Ao chegar em uma pequena cidade na Carolina do Norte, ele conhece o policial Keith Clayton, - um homem mimado e membro de uma família tradicional dona de quase toda a redondeza -, que é pego pelo fuzileiro em um ato muito inadequado para seu posto. Após um rápido contanto com ele, Logan consegue localizar e conhecer a garota da foto. Seu nome é Elizabeth, ela trabalha em uma escola como professora, além de ser mãe de Ben, um menino de dez anos, e neta de Nana, dona um famoso canil. Há anos Beth está divorciada e sozinha, pois não consegue engatar em outro relacionamento. Mesmo com uma desconfiança inicial da parte dela, os dois se aproximam e se apaixonam.

As coisas teriam corrido de maneira tranquila, uma vez que o namoro de Thibault e Elizabeth estavam indo bem. Entretanto, quando o ex-marido de Beth e pai de Ben, Keith, fica sabendo do romance que os dois vivem, as complicações surgem, porque além de acreditar que ainda tem algum direito sobre a ex-esposa, ele desconfia de que Logan guarda um item muito precioso dele consigo que fora roubado, o que poderia lhe causar grandes problemas. 

Apaixonado por Elizabeth, Logan decide lutar por seu amor, mesmo que para isso tenha que enfrentar o canalha Keith Clayton e bater de frente com toda a sua influência na cidade. O ninguém sabia, é que isso talvez os levasse à uma tragédia. 

Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Resenha - Extraordinário

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015
Título: Extraordinário.
Autor (a): R. J. Palacio.
Número de páginas: 320
Editora: Intrínseca.


Por: Brenda Sousa


"Eu vi August depois das cirurgias: seu rostinho inchado e enfaixado, seu corpinho cheio de cateteres e tubos para mantê-lo vivo. Depois que você vê alguém passando por isso, parece loucura reclamar por não ter ganhado o brinquedo que pediu ou porque sua mãe perdeu a peça da escola." 
Extraordinário, R. J. Palacio.


August Pullman tem 10 anos de idade e nasceu com uma síndrome genética que gerou efeitos muito raros no seu rosto. É um garoto normal, sem limitações físicas nem mentais, muito pelo contrário, bastante inteligente. Foi à escola por um tempo quando mais novo, porém seus pais decidiram que seria melhor educá-lo em casa. A decisão foi tomada pois era difícil, para eles e para o garoto, ver o estranhamento e as situações constrangedoras que outras pessoas ao redor faziam o pequeno Auggie passar. 

O livro é dividido em várias partes e a visão de várias pessoas é mostrada. A primeira visão que recebemos é do próprio August sobre ele mesmo. Ele não descreve seu rosto, mas diz que é pior do que qualquer coisa que possamos imaginar. Ele conta um pouco de sua vida, nos apresenta seus pais e sua irmã, Olívia, mais conhecida como Via. Conta que já passou por diversas cirurgias e que vários problemas congênitos já foram resolvidos, porém o seu rosto é algo aparentemente imutável. Ele se diz se um garoto normal e não compreende porque as outras pessoas não conseguem perceber isso. 


"Tudo que é nascido de Deus vence o mundo." 
Extraordinário, R. J. Palacio.


Em certo ponto no começo do livro, seus pais lhe revelam o desejo de que ele volte a estudar numa escola regular e comunicam que ele já foi aceito em uma das melhores escolas do ensino fundamental na região. August fica relutante, diz que não quer estudar numa escola regular, mas no fim das contas aceita conhecer a escola. Alguns alunos são escolhidos para apresentar a escola a August e a aflição e o medo o tomam desde então. Na volta para casa, ele insiste que não quer estudar lá, mas depois de algumas conversas, aceita tentar e, caso não consiga, caso seja muito difícil passar pelo ensino fundamental num colégio regular, ele pode desistir. 

Desde o primeiro dia de aula August percebe os olhares de estranheza, o medo que as pessoas tem de se aproximar dele e nota o fato de que ninguém se sentou em nenhuma das cadeiras próximas a ele na sala de aula. Com isso, aos poucos a história vai se desenrolando, vamos conhecendo um pouco da vida do August, e vamos recebendo a opinião de outras pessoas como: sua irmã, Via, o namorado dela, Justin, Summer (melhor amiga de August na escola até então, e garota pela qual ele se apaixona), Jack (um amigo um pouco contraditório de August, também da escola) e Miranda (ex melhor amiga de Olívia, e eterna adoradora do pequeno Auggie). 


"... então, isso não faz do universo uma loteria gigantesca? Você compra um bilhete quando nasce. E é só um acaso ter um bilhete bom ou ruim. É questão de sorte." 
Extraordinário, R. J. Palacio.


Foi um livro que esteve na minha lista por muito tempo e, quando finalmente consegui comprar, não poupei tempo em devorá-lo de uma vez. É um livro extremamente rico, que não mede palavras quando demonstra os tipos de preconceito que uma pessoa "diferente" pode sofrer num mundo de pessoas hipócritas e egoístas. O livro nos dá grandes lições de vida, nos mostra o verdadeiro espírito da amizade, respeito, coragem e união entre seres humanos de bom coração. R. J. Palacio apresentou de forma dura e ao mesmo tempo singela uma realidade que, sem dúvidas, não se encontra somente na ficção. Quantos de nós não já passamos ou fizemos coisas semelhantes às apresentadas nos livros? Vale a pena parar e refletir diante de cada parágrafo lido.

É um livro de leitura fácil, inteligente e rica. Muito importante para a sociedade de hoje tão "torta". Um livro que, conforme descobri a pouco tempo, está incluido na lista de algumas escolas de ensino fundamental como livro paradidático, como leitura obrigatória para os alunos durante o ano, o que é um grande passo para a formação de cidadãos e seres humanos melhores no futuro. Vale a pena a leitura, não só por gostar de ler, mas para se tornar um ser humano mais crítico, mais completo e que saiba dar mais valor à vida e às diferenças.


"Não precisamos de olhos para amar, certo? Apenas sentimos dentro de nós. É assim no céu. É só amor. E ninguém se esquece de quem ama." 
Extraordinário, R. J. Palacio.


E aqui vai uma grande notícia (pelo menos para mim, que não sabia ainda. haha): "Extraordinário" será adaptado para os cinemas!

"Extraordinário, best-seller premiado da autora americana R. J. Palacio, teve os direitos de adaptação para os cinemas adquirido pela Lionsgate. Ainda sem previsão de estreia, o filme está sendo produzido por David Hoberman e Todd Lieberman, a mesma dupla de O vencedor e Os Muppets. O roteiro, inspirado na história comovente de August Pullman, será escrito por Jack Thorne, premiado em 2012 com o Bafta pelas séries The Fades e This Is England ‘88."

(Fonte: http://www.intrinseca.com.br/blogdasseries/2013/06/extraordinario-o-filme/).


Trailer de "Extraordinário", em breve nos cinemas:


Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos





Tatuagens literárias

sábado, 24 de janeiro de 2015
Olá, leitores!

Alguém aí tem ou gostaria de ter tatuagens espalhadas pelo corpo? Quais são as suas tatuagens, ou quais você faria? Como somos todos leitores viciados, hoje estamos aqui para trazer para vocês alguns exemplos de tatuagens literárias que encontramos espalhados pela internet. Vai que vocês se inspiram a fazer alguma parecida, não é? 


1. O apanhador no campo de centeio


Tatuagem baseada na capa americana do livro.



Tatuagem baseada em trecho do livro: "Quem quer flores quando está morto? Ninguém."


2. Laranja mecânica








3. Saga Crepúsculo




4. O Pequeno príncipe



Tatuagem baseada no trecho: "Só se vê bem com o coração". 




Tatuagem inspirada no desenho do principezinho no livro: Uma cobra que engoliu um elefante, caso vocês não lembrem. hahah'



5. Alice no país das maravilhas



Tatuagens baseadas em um dos gatinhos mais amados da literatura!



6. Peter Pan

 

 





7. A culpa é das estrelas








8. Trilogia Jogos Vorazes

 
 

Tatuagens baseadas no trecho: "Que a sorte esteja sempre a seu favor". (Conforme a tradução apresentada nos filmes).



9. As crônicas de Nárnia

 



10. As vantagens de ser invisível


Tatuagens baseadas no trecho: "Eu me sinto infinito". 




Tatuagem baseada no trecho: "A gente aceita o amor que acha que merece". 




Tatuagem baseada no trecho: "E naquele momento, jurei que éramos infinitos". 



11. Orgulho e preconceito




12. O morro dos ventos uivantes





E FINALMENTE, a saga recordista em tatuagens encontradas na internet:



13. Harry Potter

 




Achei essa tatuagem da coruja especialmente fantástica.







E um mix de algumas sagas: 





E então, se inspiraram em alguma? Qual vocês fariam? Nos conte!
Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos
 
© Postando Trechos, VERSION: 02 - Dentro do céu - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo